Sismos violentos podem enfraquecer falhas geológicas distantes

Julie Steenhuysen
Da Reuters
Em Chicago

Terremotos violentos podem desencadear um enfraquecimento de falhas geológicas a meio mundo de distância, disseram pesquisadores dos Estados Unidos nesta quarta-feira, em um estudo que indica novas formas de prever sismos.

"Os terremotos são causados quando uma falha se rompe, seja por causa do acúmulo de estresse ou por causa de um enfraquecimento da falha", disse o pesquisador Taka'aki Taira, que já foi do Instituto Carnegie, de Washington, e hoje leciona na Universidade da Califórnia, Berkeley.

A equipe de Taira analisou 20 anos de dados sísmicos da região de Parkfield, na falha de San Andreas, na Califórnia.

Eles notaram que áreas com rachaduras cheias de fluido ao longo da falha pareciam se deslocar de tempos em tempos --muitas vezes depois de grandes terremotos distantes, como o de 2004 em Sumatra-Andaman.

"Especulamos que as mudanças que vemos em Parkfield poderiam estar acontecendo em muitos lugares do mundo", disse Taira por telefone.

Os pesquisadores também buscarão mudanças em Parkfield para ver se podem detectar um impacto significativo por causa dos violentos terremotos desta semana em Samoa (Pacífico) e Sumatra (Indonésia).

Taira e seus colegas acham que, monitorando as mudanças nos fluidos que preenchem as rachaduras próximas a falhas geológicas, eles podem ser capazes de prever quando as falhas estão ficando mais fracas, o que seria uma forma de antever terremotos.

Mudanças na resistência das falhas são muito mais difíceis de mensurar do que as mudanças no estresse, especialmente para falhas muito profundas na crosta terrestre, segundo ele

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos