Pesquisadores identificam gene dos cabelos grisalhos

Will Dunham

Da Reuters, Em Washington

  • Getty Images

O persistente debate sobre cabelos grisalhos, se eles fazem a pessoa aparentar diferente ou só mais velha, pode não ter sido resolvido, mas cientistas identificaram pela primeira vez um gene por trás do embranquecimento do cabelo.

Pesquisadores disseram nesta terça-feira (1º) que uma análise do DNA de mais de 6.300 pessoas de cinco países latino-americanos possibilitou que eles identificassem um gene que afeta a probabilidade de uma pessoa ficar com cabelo grisalho.

O gene, chamado IRF4, atua para regular a melanina, o pigmento responsável pela cor do cabelo, pela cor da pele e dos olhos.

Pessoas com uma certa versão do gene são predispostas a ter cabelos grisalhos, de acordo com o geneticista da University College of London (UCL) Andrés Ruiz-Linares, um dos pesquisadores do estudo publicado no periódico Nature Communications.

Os pesquisadores afirmaram que o embranquecimento não é causado exclusivamente pela genética, e fatores como estresse ou a experiência de um evento traumático também cumprem um papel.

"Esse é realmente o primeiro estudo sobre a genética dos cabelos grisalhos em humanos", afirmou o geneticista Kaustubh Adhikari, também da UCL.

As pessoas gastam um monte de tempo e dinheiro tingindo os cabelos brancos. Os pesquisadores disseram que a identificação desse gene poderia oferecer um caminho para o desenvolvimento de um tratamento para prevenir e reverter o processo.

"Uma droga que tenha efeito no percurso de produção de melanina nos folículos do cabelo podem, como os folículos se desenvolvem internamente, reduzir a necessidade de aplicar tinturas depois que o cabelo brota. Esse é certamente um caminho de pesquisa que vale seguir", declarou Kaustubh.

Os pesquisadores reuniram informações genéticas de homens e mulheres de Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru, com uma combinação de antepassados europeus, indígenas e africanos.

A variação do gene que deixa as pessoas predispostas a ter cabelo grisalho mais cedo foi praticamente só vista naqueles de origem europeia. "Isso pode, em certo grau, explicar por que cabelos grisalhos são mais comuns nos europeus do que em outras populações", disse Ruiz-Linares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos