A ciência mostra por que atletas canhotos têm vantagem em alguns esportes

Steph Yin

  • Reprodução/Popsugar

    A canhota Martina Navratilova é considerada uma das maiores tenistas de todos os tempos

    A canhota Martina Navratilova é considerada uma das maiores tenistas de todos os tempos

Violinos, câmeras, mesas escolares, mouses de computador, abridores de lata --esses são apenas alguns itens que demonstram como os canhotos experimentam desvantagens diárias em nosso mundo.

Uma exceção notável pode ser os esportes. Seja Lou Gehrig no beisebol, Wayne Gretzky no hockey no gelo, Martina Navratilova no tênis ou Oscar De La Hoya no boxe, alguns dos melhores atletas da história são canhotos.

Mesmo nesse cenário, no entanto, sua vantagem pode variar, sendo mais pronunciada nos esportes em que o jogador tem menos tempo para reagir ao lance do oponente, como tênis de mesa, segundo Florian Loffing, cientista de esportes da Universidade de Oldenburg, na Alemanha e autor de um estudo publicado este mês na Biology Letters. Nesses jogos, ele descobriu uma proporção maior de canhotos do que naqueles com intervalos mais longos entre as ações dos jogadores.

A inclusão de uma análise da pressão do tempo mostra "que há um efeito adicional" na dinâmica esportiva dos canhotos, afirma Kirsten Legerlotz, professora de Ciência do Esporte na Universidade Humbolt de Berlin, que não participou da pesquisa.

As conclusões de Loffing parecem convincentes, diz ela, embora seja necessário examinar outros esportes e verificá-las com experiências feitas em laboratórios.

Loffing explica que escolheu analisar baseball, críquete, tênis de mesa, badminton, tênis e squash porque eles permitem uma medida padronizada da pressão do tempo.

Ao comparar os seis esportes, ele descobriu que a proporção de canhotos aumentou à medida que o tempo disponível para a ação dos jogadores diminuiu. Nove por cento os jogadores principais eram canhotos no squash, o jogo mais lento, enquanto 30 por cento dos melhores lançadores eram canhotos no jogo mais rápido, o baseball.

No geral, houve uma probabilidade 2,6 vezes maior de o jogador ser canhoto nos esportes com mais restrições de tempo (beisebol, críquete e tênis de mesa) do que naqueles com menos pressão de tempo (badminton, tênis e squash).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos