PUBLICIDADE
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ministério da Saúde confirma 9º caso da varíola dos macacos no Brasil

Paciente de Itaguaí (RJ) com suspeita de varíola dos macacos relata bolhas que não param de doer - Reprodução/Redes sociais
Paciente de Itaguaí (RJ) com suspeita de varíola dos macacos relata bolhas que não param de doer Imagem: Reprodução/Redes sociais
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

21/06/2022 19h44Atualizada em 21/06/2022 20h00

O Ministério da Saúde informou na noite desta terça-feira (21) que, até o momento, nove casos da varíola dos macacos (monkeypox) foram confirmados no Brasil.

O novo caso foi confirmado no estado de São Paulo, pelo Laboratório Adolf Lutz, por meio do método de isolamento viral. Segundo o ministério, trata-se de um brasileiro do sexo masculino, 27 anos, residente em Nova Iorque, Estados Unidos.

Em nota, a pasta informou que, no total, cinco casos foram confirmados no estado de São Paulo, dois no Rio de Janeiro, e dois no Rio Grande do Sul.

"O Ministério da Saúde, por meio da Sala de Situação e CIEVS Nacional, segue em articulação direta com os estados para monitoramento dos casos e rastreamento dos contatos dos pacientes", diz a nota.

No caso do paciente com diagnóstico confirmado hoje, o Ministério disse ainda que ele "apresenta quadro clínico estável, sem complicações, e monitorado pelas Secretarias de Saúde do Estado e Município".

"Todas as medidas de contenção e controle foram adotadas imediatamente após a comunicação de que se tratava de caso suspeito de monkeypox, com o isolamento do paciente e rastreamento dos contatos", dia a pasta.

Outros 10 casos continuam sendo investigados nos estados do Ceará (2), Rio de Janeiro (4), Santa Catarina (1), Acre (1) e Rio Grande do Sul (2).