Topo
REPORTAGEM

Com áreas isoladas, Grande Recife tem dia de caos, mortes e desaparecidos

Carlos Madeiro

Colunista do UOL

28/05/2022 22h27Atualizada em 29/05/2022 09h00

O Grande Recife revive neste fim de semana uma tragédia já conhecida: os deslizamentos em áreas de encostas. As chuvas continuam intensas e devem se estender até este domingo. No sábado (28), foram ao menos 30 mortes nas cidades da região metropolitana —se considerarmos os óbitos desde segunda-feira (23), o total sobe para 35.

O Corpo de Bombeiros informou ao menos cinco desaparecidos na rua Padre Roma, em Jaboatão dos Guararapes. O Grande Recife viveu um dia de caos, com pessoas ilhadas e sem energia elétrica em várias regiões. Com a água de rios, córregos e canais subindo durante todo o dia, muita gente precisou ser resgatada por botes e helicópteros. Moradores improvisaram barcos com objetos de casa, e até um jacaré foi visto nadando nas ruas do Grande Recife (vídeo abaixo).

28.mai.2022 - Resgate de pessoa ilhada feito pela Corpo de Bombeiros Imagem: Governo de Pernambuco

A ocorrência mais trágica se deu no Jardim Monte Verde, no bairro do Ibura (que fica dividido entre o Recife e Jaboatão dos Guararapes), onde ao menos 20 pessoas morreram após deslizamentos de terra. A vítima mais nova em Ibura foi um bebê de oito meses que, segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco, chegou à unidade de saúde sem vida. Outras seis pessoas morreram em Camaragibe.

Segundo Carla Eduarda da Luz, do Movimento Nacional de Luta Pela Moradia, ainda há pessoas desaparecidas, especialmente soterradas no bairro do Ibura, onde cinco pessoas são procuradas. A Defesa Civil não informou a existência de desaparecidos.

"Por parte do poder público, a ajuda chegou muito tarde. Pela manhã não começaram as buscas. Foi a própria comunidade que atuou e encontrou uma criança soterrada viva", conta.

Imagens distribuídas pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil mostram que o dia foi de trabalho intenso das equipes, que atuaram em vários locais retirando pessoas que se abrigaram em telhados de casas com a subida da água.

Um caso que chamou a atenção foi o de um grupo de crianças e adultos resgatados no teto de uma casa na localidade conhecida como Sapolândia, no bairro Conjunto Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes.

Grupo resgatado por bote do Corpo de Bombeiros Imagem: Governo de Pernambuco

Um outro vídeo mostra um morador sendo retirado por helicóptero, mas a assessoria do governo não soube informar o local.

Em Riacho de Prata 2, no bairro de Maranguape, em Paulista, a água subiu e invadiu ruas. No meio disso, um jacaré apareceu nadando e assustou moradores, que gravaram o animal.

Caos na capital

No Recife, a cidade parou por conta das chuvas. Com ruas e avenidas alagadas, o comércio fechou as portas e a orientação da prefeitura foi para que todos que estavam em local seguro ficassem em casas.

Nenhum dos maiores shoppings abriu as portas neste sábado. O sistema de transporte público também foi prejudicado, com paralisação inclusive do metrô.

Muita gente não conseguiu chegar ao trabalho. "A chuva estava muito forte, e as ruas todas cheias de água. Fui até a parada de ônibus, mais voltei", conta a empregada doméstica Sueleide Barros, que trabalha em uma residência no bairro da Boa Vista.

A água provocou destruições por toda a cidade. O muro do aeroporto do Recife, por exemplo, foi destruído pela chuva. Unidades de saúde foram afetadas, como a UPA de Engenho Velho, em Jaboatão.

Para evitar acidentes, a energia elétrica foi desligada em pontos da cidade. Há relatos de pessoas até 10 horas sem luz.

A Neoenergia, empresa responsável pelo fornecimento de energia de Pernambuco, informou que algumas áreas alagadas de cidades do Grande Recife tiveram desligamento de energia preventiva para evitar riscos à população.

"A energia foi desligada em locais nos quais a água chegou à altura dos medidores, assim como em áreas solicitadas pela Defesa Civil e pelos bombeiros", informou.

Com a falta de energia, os transtornos vieram também porque a Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento) suspendeu parcial ou totalmente o abastecimento de água em municípios da região metropolitana do Recife, entre eles, a capital pernambucana (que teve bairros afetados).

Pelo menos 20 pessoas morreram após deslizamento no Jardim Monte Verde, bairro do Ibura, no Recife Imagem: TV Globo/Reprodução

Governador pede que moradores deixem áreas de risco

Com a previsão de mais chuva, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), pediu que as pessoas que estejam em área de risco passem a noite em algum lugar seguro. Só na capital pernambucana, são ao menos 32 mil moradores em áreas de risco.

"É uma situação difícil. É muito importante que as pessoas que estão em área de risco procurem locais seguros. Ao mesmo tempo, quem não tem esse local, procure os abrigos municipais", diz.

"Vamos ter mais 24 horas de chuva, segundo previsão da Apac. Então temos que tomar as precauções necessárias", completa.

Governador fez sobrevoo sobre cidades atingidas pelas chuvas Imagem: Governo de Pernambuco

Ainda segundo o governador, todos os municípios com áreas de risco foram contatados para que providenciem abrigos.

Para ajudar nos resgates, o governo antecipou a formatura e nomeou 92 bombeiros, que se juntam à tropa e vão auxiliar nos resgates com a Defesa Civil já a partir deste domingo (29).

Pernambuco apelou para que outros estados enviem equipes para ajudar nos resgates. "Pedimos também ajuda às Forças Armadas. Todos os bombeiros que estavam de folga chamamos para o serviço, porque vamos precisar de toda a equipe", completou Câmara.

O governador ainda comentou o sobrevoo sobre o Ibura, onde 20 pessoas morreram. "Foi uma tragédia o que ocorreu em Monte Verde. Sobrevoei e vi as cenas exatas do que está ocorrendo lá, que está ocorrendo em vários locais", diz.

O Palácio do Planalto informou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) designou os ministros do Turismo, Carlos Brito, e da Cidadania, Ronaldo Bento, para irem até o Recife e cidades afetadas. Eles devem chegar neste domingo.

"O objetivo é identificar as necessidades e oferecer apoio do governo federal para minimizar os impactos e socorrer à população", diz nota.

Tradutor: Grande Recife tem resgates com botes e helicóptero em dia de caos e mortes

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Com áreas isoladas, Grande Recife tem dia de caos, mortes e desaparecidos - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL


Carlos Madeiro