PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Alves


Bebianno, sobre Marco Feliciano: "Vive envolvido em escândalos grotescos"

Gustavo Bebianno - Walterson Rosa/Folhapress
Gustavo Bebianno Imagem: Walterson Rosa/Folhapress
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

27/01/2020 04h00

Parece que vão até o fim do mandato presidencial as tretas entre bolsonaristas e ex-bolsonaristas. Há um rodízio de bate-bocas que têm como alvo principal os personagens que estiveram no governo e mudaram de lado. Alexandre Frota, general Santos Cruz e Joice Hasselmann são alguns desses nomes. Agora é a vez do ex-ministro Gustavo Bebianno voltar à berlinda.

Depois de criticar Jair Bolsonaro pela forma como tem tratado o ministro Sergio Moro, Bebianno foi atacado pelo deputado Marco Feliciano (sem partido-SP), fiel escudeiro do presidente, que o chamou de "político BigBrother" em postagem no Twitter.

"Começou achando que era o dono do pedaço, surtou com a fama, fez intriga com meio mundo, foi descoberto e mandado para fora da casa. Depois de um tempo ninguém sabe quem é", escreveu Feliciano.

Bebianno rebateu: "'Pastor' Feliciano é aquele petista de carteirinha que vivia adulando a presidente Dilma, e que agora bajula os Bolsonaros? Aquele que buscou a aprovação do projeto da 'cura gay'? A impressão que passa é que é daqueles que exploram a fé alheia e misturam religião com política, apenas para se locupletar",

O ex-ministro completou: "Vive envolvido em escândalos grotescos, tal como o tratamento odontológico de R$ 157 mil com dinheiro público e aquela história enrolada com a Patrícia Lelis".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Chico Alves