PUBLICIDADE
Topo

Chico Alves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bolsonaro contraria até cercadinho para expor novamente brasileiros à covid

Presidente Jair Bolsonaro provoca aglomeração de seus apoiadores no "cercadinho" do Palácio da Alvorada - Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Presidente Jair Bolsonaro provoca aglomeração de seus apoiadores no "cercadinho" do Palácio da Alvorada Imagem: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

26/11/2021 12h51

O presidente da República parece sentir um prazer sádico em expor a vida dos brasileiros aos riscos de contaminação pelo coronavírus. Não bastassem os quase dois anos de declarações e ações irresponsáveis contra a vacina, contra o distanciamento social e contra o uso de máscaras, que ajudaram a pandemia a chegar ao resultado de 613 mil mortos no país, Jair Bolsonaro agora anuncia que pretende dar ao vírus mais chances de se propagar por aqui.

"Tá vindo uma outra onda de covid, lamentavelmente", comentou Bolsonaro na manhã de hoje, em conversa com os seguidores do cercadinho do Alvorada. Surpreendentemente, um deles sugeriu uma medida quase ideal de prevenção. "Tem que fechar os aeroportos e não deixar ninguém vir de fora para não acontecer o que aconteceu", disse o homem ao presidente — na verdade, a orientação da Anvisa é de adotar restrições a passageiros vindos de seis países africanos.

O negacionista que manda no Palácio do Planalto reagiu.

"Não vai adiantar, rapaz! Mas que loucura é essa? Vai fechar o aeroporto e o vírus não entra? Já está aqui dentro", respondeu ao apoiador, com toda sua falta de conhecimento sobre o assunto.

O bolsonarista do cercadinho ainda insistiu, pediu "por favor" ao menos restrições para quem chega da Europa, onde "está pior o vírus agora". Bolsonaro, no entanto, rebateu com mais uma de suas frases malucas: "Você está vendo muito a Globo aí".

Antes de se afastar dos apoiadores, sugeriu a única solução que passou pela sua cabeça oca: "Pessoal vocês têm que aprender a conviver com o vírus, infelizmente".

A não ser que o Supremo Tribunal Federal (STF) mais uma vez seja acionado para contê-los, Bolsonaro e sua trupe pretendem desobedecer a orientação da Anvisa para dar ao coronavírus, que está em viés de baixa no país, todas as condições para voltar a espalhar a tragédia nos lares brasileiros. Até mesmo a turma do cercadinho é mais sensata.

Quando se imaginou que o pesadelo tivesse terminado, o presidente que colabora com a pandemia mortal, que tanta dor causou a seus compatriotas, está pronto para voltar a atacar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL