PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Comissão Arns

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Nota Pública #31 - Em apoio ao influenciador Felipe Neto

19 Felipe Neto, ao saber das dificuldades, disse que Bemti é "um artista fenomenal" e fez um depósito para ele. - Reprodução/ Instagram
19 Felipe Neto, ao saber das dificuldades, disse que Bemti é "um artista fenomenal" e fez um depósito para ele. Imagem: Reprodução/ Instagram
Comissão Arns

Ailton Krenak (líder indígena e ambientalista), André Singer (cientista político e jornalista), Antônio Cláudio Mariz de Oliveira (advogado, ex?presidente da OAB-SP), Belisário dos Santos Jr. (advogado, membro da Comissão Internacional de Juristas), Cláudia Costin (professora universitária, ex-ministra da Administração), Fábio Konder Comparato (advogado, doutor Honoris Causada Universidade de Coimbra, professor emérito da Faculdade de Direito da USP), José Carlos Dias (advogado, ex-ministro da Justiça), José Gregori (advogado, ex-ministro da Justiça), José Vicente (reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares), Laura Greenhalgh (jornalista), Luiz Carlos Bresser-Pereira (economista, ex-ministro da Fazenda, da Administração e da Reforma do Estado), Luiz Felipe de Alencastro (historiador, professor da Escola de Economia da FGV/SP e professor emérito da Sorbonne Université), Margarida Bulhões Pedreira Genevois (presidente de honra da Comissão Arns, ex-presidente da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo), Maria Hermínia Tavares de Almeida (cientista política, professora titular da Universidade de São Paulo), Maria Victoria Benevides (socióloga e cientista política, professora titular da Faculdade de Educação da USP), Oscar Vilhena Vieira (jurista, professor da Faculdade de Direito da FGV/SP), Paulo Vannuchi (jornalista, cientista político, ex-ministro de Direitos Humanos), Paulo Sérgio Pinheiro (presidente da Comissão Arns, cientista político, ex-ministro da Secretaria de Estado de Direitos Humanos), Sueli Carneiro (filósofa, feminista, ativista anti-racista e diretora do Gelidés), Vladimir Safatle (filósofo, professor do Departamento de Filosofia da USP)

19/03/2021 10h39

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns - Comissão Arns vem a público manifestar o seu apoio ao influenciador Felipe Neto, intimado por autoridade policial incompetente (art.31 da lei 7170/83) por uso do termo "genocida", em referência a condutas do presidente Jair Bolsonaro na pandemia que beira 300 mil mortos no país.

Chama a atenção da Comissão Arns que tal intimação tenha sido feita por solicitação do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos - RJ), filho do presidente, buscando a aplicação de dispositivos da Lei de Segurança Nacional (LSN) incompatíveis com a Constituição de 1988. Assim, mais uma vez, a família Bolsonaro sinaliza o seu apreço pelas fórmulas autoritárias e o seu desprezo pela democracia.

A Comissão Arns lembra que Felipe Neto, hoje constrangido em um direito fundamental, a liberdade de expressão, é justamente o influenciador que vem denunciando a formação de perigosas "bolhas" na internet, ativadas por agentes do discurso do ódio, com o intuito de espalhar notícias fraudulentas, denunciações caluniosas e graves ameaças — objeto de investigação em curso no Supremo Tribunal Federal (STF).

A Felipe Neto, por sua liderança arrojada frente a dezenas de milhões de jovens no Brasil, nossa solidariedade e admiração.

São Paulo, 19 de março de 2021

Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns - Comissão Arns