PUBLICIDADE
Topo

Felipe Moura Brasil

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bolsonaro agrava escândalos de MEC, PF e Petrobras

só para assinantes
Felipe Moura Brasil

Felipe Moura Brasil é âncora da BandNews FM e colunista do UOL. Vencedor do Prêmio Comunique-se na categoria Jornalista Influenciador Digital. Maior influenciador político do Brasil no Twitter, de acordo com estudo da empresa de big data Stilingue. Trabalhou nas revistas Veja e Crusoé, no site O Antagonista e na rádio Jovem Pan, onde também foi diretor de Jornalismo. Reúne suas várias frentes de trabalho em www.felipemourabrasil.com.

Colunista do UOL

28/06/2022 08h08

Na Live UOL desta segunda-feira (27), falei sobre o "lado sensitivo" do presidente Jair Bolsonaro (PL), com seus "pressentimentos", e sobre as suspeitas de interferência dele nas investigações referentes ao ex-ministro da Educação Milton Ribeiro na Operação Acesso Pago, da Polícia Federal.

Com o episódio, Bolsonaro confirmou que não dá a mínima para as arestas institucionais e para a separação do que é público e do que é privado. O presidente se comporta como um velho patrimonialista e interfere onde consegue, muito mais preocupado com reeleição e blindagem que em resolver os problemas do país.

No Ministério da Saúde, durante a pandemia (que, para ele, era uma conspiração internacional contra os indicadores econômicos de seu governo); no Ministério da Justiça, para colocar "gente nossa" na Polícia Federal que possa lhe passar informações privilegiadas; na Petrobras, para tentar se eximir de responsabilidade pelo preço dos combustíveis e evitar novos reajustes até o dia da eleição.

Bolsonaro mete a mão em ministério técnico, em corporação, em estatal, em órgãos de fiscalização e controle e onde mais for necessário, para concentrar o máximo de poder possível, agravando cada um dos problemas e o quadro geral do país.

Na Live UOL de segunda, falamos também sobre o anúncio do ex-ministro da Defesa, general Braga Netto, como possível vice de Bolsonaro; sobre o ex-presidente da Petrobras, que afirmou ter devolvido à empresa seu celular com mensagens que incriminariam o presidente e sobre o chega para lá de Bolsonaro na vice-governadora de Santa Catarina.

Com Madeleine Lacsko, debato os principais assuntos do país diariamente, das 17h às 18h, com transmissão ao vivo nos perfis do UOL no YouTube, no Facebook e no Twitter.