PUBLICIDADE
Topo

Brasil convive com Fisco moderno e INSS arcaico

Josias de Souza

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na "Folha de S.Paulo" (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro "A História Real" (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de "Os Papéis Secretos do Exército".

Colunista do UOL

16/01/2020 19h20

A fila do INSS reforça aquela velha impressão de que há dois países num mesmo Brasil. Há o país real e o país alternativo, que existe apenas no discurso oficial. No país alternativo, Jair Bolsonaro afirma que a candidatura a uma cadeira na OCDE, o clube dos ricos, "equivale à entrada do Brasil na primeira divisão". No país real, o governo não consegue evitar o caos nos guichês do INSS.

O mais extraordinário é que os dois brasis convivem harmoniosamente no organograma do Ministério da Economia. Na Receita Federal, responsável pela arrecadação, o governo opera com a modernidade do século 21. Nas filas do INSS, o brasileiro pobre recebe serviços do século 19. (Assista no vídeo)

Josias de Souza