PUBLICIDADE
Topo

Eduardo: 'Tenho 25 vezes mais votos' que o Maia

Eduardo Bolsonaro (Divulgação)
Imagem: Eduardo Bolsonaro (Divulgação)
Josias de Souza

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na "Folha de S.Paulo" (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro "A História Real" (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de "Os Papéis Secretos do Exército".

Colunista do UOL

19/03/2020 19h42

O deputado Eduardo Bolsonaro não parece incomodado com a intoxicação que produziu ao responsabilizar a China pela propagação do coronavírus. Ao contrário, o filho do presidente da República opera para ampliar o ruído da esfera diplomática para a seara política. Comprou briga com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Em entrevista à CNN Brasil, Eduardo desqualificou o pedido de desculpas que Maia fez à embaixada da China em nome da Câmara. Insinuou que lhe falta representatividade para falar em nome da instituição.

"Dispenso o pedido de desculpas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia", afirmou o Zero Três. "Até porque, se formos falar em representatividade, eu tenho 25 vezes mais votos do que ele."

Eleito por São Paulo, Eduardo obteve 1,8 milhão de votos na eleição de 2018. Foi o deputado mais votado do país. Maia elegeu-se pelo Rio de Janeiro com 74,2 mil votos. Mas Maia exerce mais poder na Câmara do que Eduardo em seu gabinete.

"Ele se aproveita dessa questão para tentar passar uma ideia de uma pessoa polida", acrescentou Eduardo, antes de declarar que Maia tem sido criticado por exibir um comportamento de "primeiro-ministro".

Eduardo foi instado a comentar declaração feita pelo vice-presidente da República. Disse Hamilton Mourão: "Se o sobrenome dele fosse Eduardo Bananinha não era problema nenhum. Só por causa do sobrenome. Ele não representa o governo."

Exceto pelo "bananinha", Eduardo disse ter compreendido Mourão. Ele traduziu o general: "Ele quis dizer que está sendo potencializado o meu tuíte só porque sou o filho do presidente Jair Bolsonaro. Ele só teve um pouco de infelicidade ao escolher o nome 'bananinha', que dá margens a alguns tipos de chacota. Mas não me preocupo com isso."

Josias de Souza