PUBLICIDADE
Topo

Vírus divide gestão Bolsonaro em duas eras:AC e DC

Josias de Souza

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na "Folha de S.Paulo" (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro "A História Real" (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de "Os Papéis Secretos do Exército".

Colunista do UOL

24/03/2020 14h51

A história da humanidade se divide em AC e DC —antes de Cristo e depois de Cristo. Quando a posteridade puder falar sobre Jair Bolsonaro sem ser agredida por ele, também vai dividir seu governo em duas fases. E elas também serão AC e DC —antes do Coronavírus e depois do Coronavírus.

Bolsonaro vive um momento decisivo, um desses instantes de pânico em que a as qualidades de um governante são testadas. As pessoas se perguntam: o capitão é autoritário ou enérgico? Arrogante ou determinado? Imprudente ou corajoso? O estilo de liderança a que se propõe Bolsonaro constitui um dilema.

As panelas que voltaram a soar nas janelas suspeitam que as primeiras alternativas são verdadeiras. Bolsonaro seria truculento, aventureiro e desequilibrado. O presidente tenta provar que as segundas opções é que são as corretas. Ele seria brioso e arrojado, mas não insensato.

Bolsonaro não é o primeiro presidente brasileiro a ser desafiado por um instante pânico. Veja no vídeo acima como outros governantes se saíram quando se depararam com a história.

Josias de Souza