PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro fez três gols contra numa única entrevista

Josias de Souza

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na "Folha de S.Paulo" (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro "A História Real" (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de "Os Papéis Secretos do Exército".

Colunista do UOL

03/04/2020 09h23

Na entrevista à Jovem Pan, Jair Bolsonaro cometeu três erros. Chutou três vezes. E nas três vezes fez gol contra.

1) Carbonizou Henrique Mandetta. Um presidente cuja rotina incorporou uma trilha sonora de panelaços entra em processo de autocombustão quando desmerece um ministro que coleciona elogios como representante do seu governo na frente de batalha contra o coronavírus.

2) Disse que pode abrir "numa canetada" o comércio fechado por governadores. Presidente que desqualifica ministro e ameaça governar por decreto sem tirar a caneta do bolso simula uma força que, na verdade, já não possui.

3) Atacou governadores e prefeitos poucos dias depois de ter formulado em rede nacional uma proposta de pacto. Um presidente tão errático talvez devesse firmar um pacto consigo mesmo: o de parar de atirar contra o próprio pé.

Josias de Souza