PUBLICIDADE
Topo

Josias de Souza

Bolsonaro faz sete gols nas urnas, todos contra

                                DIDA SAMPAIO/ESTADãO CONTEúDO
Imagem: DIDA SAMPAIO/ESTADãO CONTEúDO
Josias de Souza

Josias de Souza é jornalista desde 1984. Nasceu na cidade de São Paulo, em 1961. Trabalhou por 25 anos na "Folha de S.Paulo" (repórter, diretor da Sucursal de Brasília, Secretário de Redação e articulista). É coautor do livro "A História Real" (Editora Ática, 1994), que revela bastidores da elaboração do Plano Real e da primeira eleição de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República. Em 2011, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo (Regional Sudeste) com a série de reportagens batizada de "Os Papéis Secretos do Exército".

Colunista do UOL

29/11/2020 02h50

Jair Bolsonaro declarou apoio nas redes sociais a sete candidatos a prefeito. Assim que as urnas do primeiro turno começaram a ser abertas, apagou o post no Facebook. Mas não conseguiu passar uma borracha no vexame. Fez sete gols, todos contra.

No primeiro tempo, os preferidos de Bolsonaro naufragaram em cinco municípios: São Paulo (Celso Russomanno), Belo Horizonte (Bruno Engler), Manaus (Coronel Menezes), Santos (Ivan Sartori), Recife (Delegada Patrícia).

Neste segundo turno, o presidente deve amargar as duas derrotas que faltavam para que o seu desaproveitamento fosse de 100%. No Rio de Janeiro, Bolsonaro afunda abraçado a Marcelo Crivella (Republicanos). Em Fortaleza, naufraga junto com o Capitão Wagner (Pros).

Ibope e Datafolha apresentaram números idênticos na última rodada de pesquisas sobre o Rio. Em votos válidos, Eduardo Paes (DEM) prevalece sobre Crivella por um placar elástico: 68% a 32%. Em Fortaleza, o Ibope atribuiu a José Sarto (PDT) 61% das intenções de votos válidos, ante 32% amealhados pelo Capitão Wagner.

O envolvimento de Bolsonaro na refrega municipal expôs uma incongruência: o capitão acha que é uma coisa. Mas seu desempenho como cabo eleitoral indica que ele vai virando outra coisa. A popularidade do presidente caiu em 23 das 26 capitais onde houve eleição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL