PUBLICIDADE
Topo

Madeleine Lacsko

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Bolsonaro sensitivo expõe a verdade de qualquer apuração sigilosa em 3 dias

só para assinantes
Madeleine Lacsko

Madeleine Lacsko é jornalista desde 1996. Participa dos think tanks Instituto Montese pela defesa da democracia e Sociedades Digitais e Relações de Poder, da GoNew.Co. Atuou como Consultora Internacional do Unicef Angola na campanha que erradicou a pólio no país, diretora de comunicação da Change.org para a América Latina, assessora no Supremo Tribunal Federal e do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp. Trabalhou na Jovem Pan, Antagonista, CCR e Gazeta do Povo.

Colunista do UOL

27/06/2022 18h59

O lado místico do presidente Jair Bolsonaro (PL) foi um dos temas da Live UOL desta segunda-feira (27). "Pressentimento" e "rumores do alto" foram as expressões utilizadas pelo ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, com sua filha ao telefone, ao se referir ao recado que recebeu do presidente sobre a possibilidade de busca feita pela Polícia Federal na casa dele. A operação investiga o suposto envolvimento de Ribeiro e de pastores ligados ao presidente em um esquema de liberação de verbas do MEC.

Com o episódio, Bolsonaro revelou seu lado sensitivo e, como nos conhecidos cartazes de poste, mostrou que é capaz de expor a verdade por trás de qualquer investigação sigilosa em até três dias. O presidente, aliás, tem mostrado desde o início do governo uma relação muito forte com a transcendência, materializada por sua calma, pela coragem com que enfrenta os problemas e principalmente com a misericórdia que ele demonstra diariamente.

No fim de semana, o presidente voltou a defender seu ex-ministro. Disse que não há "indícios mínimos de corrupção" no caso, e que Milton Ribeiro foi preso injustamente.

Na edição da Live UOL de hoje falamos também sobre o anúncio do general Braga Netto, ex-ministro da Defesa, como possível vice de Bolsonaro e sobre o ex-presidente da Petrobras, que afirmou ter devolvido à empresa o celular com mensagens que incriminariam o presidente.

Ao lado de Felipe Moura Brasil, debato os principais assuntos do país diariamente, das 17h às 18h, com transmissão ao vivo nos perfis do UOL no YouTube, no Facebook e no Twitter.