PUBLICIDADE
Topo

Madeleine Lacsko

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lula e Bolsonaro passam pano para ex-presidente da Caixa

só para assinantes
Madeleine Lacsko

Madeleine Lacsko é jornalista desde 1996. Participa dos think tanks Instituto Montese pela defesa da democracia e Sociedades Digitais e Relações de Poder, da GoNew.Co. Atuou como Consultora Internacional do Unicef Angola na campanha que erradicou a pólio no país, diretora de comunicação da Change.org para a América Latina, assessora no Supremo Tribunal Federal e do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp. Trabalhou na Jovem Pan, Antagonista, CCR e Gazeta do Povo.

Colunista do UOL

30/06/2022 18h51

Na Live UOL desta quinta-feira (30) falei sobre os áudios, divulgados hoje, que mostram o agora ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, proferindo palavrões e ofensas durante reuniões de trabalho. As gravações, obtidas pelo site Metrópoles, revelam uma rotina de xingamentos e ameaças feitas pelo executivo a funcionários do banco.

Tanto as denúncias de assédio sexual, que provocaram a saída de Guimarães do cargo ontem, quanto as de assédio moral, divulgadas nesta quinta-feira, foram ignoradas pelas duas principais candidaturas à Presidência.

Jair Bolsonaro (PL) ficou em silêncio, mesmo sendo instigado por seu cercadinho a falar sobre a Caixa. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve seu momento de "e daí? não sou coveiro" e, durante entrevista a uma rádio de São Paulo, disse que não é nem procurador nem policial para comentar as acusações contra o executivo.

Tanto Bolsonaro quanto Lula sabem que não há problema em se abster ou minimizar o assunto, já que o Brasil não dá a importância que deveria para casos como esse e, aqui, ninguém perde um voto sequer ao passar pano para assédios moral e sexual.

Na edição da Live UOL de hoje falamos também sobre a irritação de Bolsonaro, que discutiu com um crítico ao seu governo, durante evento no Mato Grosso do Sul e sobre o ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil-SP), que foi agredido pelo ex-deputado federal Emerson Miguel Petriv, no Paraná.

Ao lado de Felipe Moura Brasil, debato os principais assuntos do país diariamente, das 17h às 18h, com transmissão ao vivo nos perfis do UOL no YouTube, no Facebook e no Twitter.