PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Globo segue prática e não noticia na véspera atos programados para o dia 7

Bolsonaro convocou manifestações de apoiadores para 7 de setembro - Reuters
Bolsonaro convocou manifestações de apoiadores para 7 de setembro Imagem: Reuters
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

06/09/2021 15h47Atualizada em 06/09/2021 21h29

Apesar de terem se tornado o principal assunto da mídia nos últimos dias, as manifestações em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, convocadas para 7 de setembro, não foram mencionadas nos telejornais da Globo nesta segunda-feira (06).

Nem os programas nacionais, como "Bom Dia Brasil", "Hoje" e "Jornal Nacional", nem os telejornais locais, trataram do assunto ao longo do dia.

Na véspera dos atos, que têm temática golpista, a Globo segue uma prática já exibida na véspera de outros grandes eventos políticos. A emissora evita dar publicidade para não ser acusada de fomentar ou boicotar as manifestações. O mesmo vale para greves. Trata-se, conforme a coluna apurou, de uma regra não escrita, mas seguida há muitos anos.

Em abril de 2017, diante do silêncio na véspera de uma greve geral convocada por centrais sindicais, o apresentador Flavio Fachel defendeu a postura da emissora afirmando: "O que é notícia? O que acontece. E a greve? Se acontecer, a notícia é amanhã. #Jornalismo".

A concorrente Record tem dado notícias variadas sobre as manifestações de 7 de setembro há vários dias. Nesta segunda, os telejornais "Fala Brasil" e "Hoje em Dia" noticiaram sobre as restrições de acessos e o reforço no policiamento para manifestação em Brasília. No sábado, o "Jornal da Record" falou sobre as "caravanas de todo o país" que são esperadas em Brasília na terça e nesta segunda sobre a segurança reforçada para os atos em São Paulo e Brasília.