PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mila Moreira abriu caminhos, mas não gostava do rótulo de "ex-modelo"

Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

06/12/2021 15h44

A morte da atriz Mila Moreira foi um dos assuntos do "UOL News", comandado por Fabiola Cidral, nesta segunda-feira. Fiz um comentário sobre a carreira dela, destacando a sua importância por ter sido uma das primeiras modelos a seguirem carreira na televisão.

Também falei sobre o fato de ter aberto caminhos para outros profissionais, mulheres e homens, que começaram como modelos e seguiram para a televisão.

Mila, porém, reclamava de ser sempre lembrada como ex-modelo. Numa entrevista antiga, citada hoje em "O Globo", ela disse. "Fico mais chateada quando falam que sou ex-modelo. Sabe há quanto tempo não piso numa passarela? 37 anos! Fui modelo durante 11, 12 anos e tenho que carregar isso para o resto da vida. Sei fazer a pobre, mas não me deixam. Tenho cara de rica, mas isso eu nunca fui".

Mila estreou em novelas pelas mãos de Cassiano Gabus Mendes, que a convidou para integrar o elenco de "Marrom Glacê", em 1979. A atriz participou de vários folhetins do novelista, como "Plumas e Paetês" (1980), "Elas por Elas" (1982), "Ti-ti-ti" (1985), "Que Rei Sou Eu?" (1989), "Meu Bem Meu Mal" (1990) e "O Mapa da Mina" (1993), último trabalho de Cassiano. A atriz foi casada por um curto período com o ator Luis Gustavo, cuja irmã, Helenita, era casada com Cassiano.

Também esteve em "A Próxima Vitima" (1995), "Ciranda de Pedra" (2008) e "Sangue Bom" (2013), entre outras. Em 2016, viveu em "A Lei do Amor", sua última aparição na televisão.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL