PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro divulga fake news a respeito de fala de Trump sobre isolamento

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

25/03/2020 18h20

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na manhã desta quarta-feira (25), em entrevista coletiva, que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pretende reabrir os estabelecimentos do país nesta data. A afirmação é #FAKE.

Em entrevista coletiva na frente do Palácio do Alvorada, Bolsonaro, por duas vezes, afirmou que Trump pretendia reabrir o país nesta quarta-feira e o usou como exemplo para justificar sua defesa do "isolamento vertical".

"Ontem, ouvi um relato, das palavras do presidente Trump, dos Estados Unidos, tá numa linha semelhante à minha. Obviamente, um país bem mais poderoso do que nós, um país que tem uma cultura diferente, uma educação diferente da nossa e, pelo que tudo indica, ele vai abrir, a partir de hoje, reabrir, né, os postos de trabalho"

A declaração é #FAKE. Veja o porquê: Trump afirmou, na terça (24), que gostaria que a reabertura do país ocorresse até a Páscoa. Em pronunciamento, o presidente americano agradeceu "ao povo americano pelo enorme sacrifício que está fazendo". "Eu quero encorajar todo mundo a continuar seguindo nossas orientações de distanciamento social." Os Estados Unidos são o terceiro país no mundo com o maior número de casos, atrás apenas da Itália e da China.

A declaração completa de Trump sobre a reabertura do país foi: "Finalmente, nosso objetivo é relaxar as regras e abrir as coisas em grande parte do nosso país na medida em que nos aproximarmos do fim de nossa histórica batalha contra esse inimigo invisível, que já vem há algum tempo, mas vamos vencer. Eu disse hoje mais cedo que espero que consigamos fazer isso até a Páscoa. Acho que seria uma grande coisa para o país", afirmou o presidente americano.(...)

Leia íntegra no G1.

Reinaldo Azevedo