PUBLICIDADE
Topo

Fala de Bolsonaro desagradou líder de grupo de empresários aliados

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

25/03/2020 13h54

O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre a crise do coronavírus nesta terça (24) foi mal avaliado por empresários que vinham alinhados ao discurso do governo de que é preciso proteger a economia.

Gabriel Kanner, presidente do grupo Brasil 200, afirma que Bolsonaro não conseguiu criar um clima de segurança para a população. Ele diz que a crise não pode ser menosprezada e que o país precisa de seriedade e responsabilidade dos líderes para lidar com isso.

"Ontem não tinha espaço para atacar a imprensa. Tudo bem, ele tem desavenças, às vezes há exageros, distorcem as coisas que ele fala. Eu entendo tudo isso, mas não era o espaço. Você nunca veria outro líder atacando a imprensa em um pronunciamento oficial em rede nacional. Não tem por que atacar o Drauzio Varella. Pelo amor de Deus. Esquece o Drazio Varella. Quem é o Drauzio Varella perto do que está acontecendo e perto do presidente da República?", afirma Kanner.

Para o presidente do grupo Brasil 200, Bolsonaro precisa "esquecer as picuinhas" e "está na hora de liderar o país durante a maior crise do mandato dele".(...)

Leia a íntegra na Folha.

Reinaldo Azevedo