PUBLICIDADE
Topo

Congressistas vão ao STF contra campanha pelo fim do isolamento social

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

27/03/2020 17h12

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e os deputados Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES) vão entrar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão imediata da campanha "O Brasil não pode parar", lançada pelo governo federal.

A iniciativa do Planalto é defender a flexibilização do isolamento social. O argumento dos parlamentares, por sua vez, é que a peça contraria especialistas do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde e é um crime por, segundo ele, prejudicar a saúde dos brasileiros.

O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), ex-ministro da Saúde, fez uma representação ao Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo a suspensão imediata da campanha publicitária do governo. Além disso, o ex-ministro pede que o TCU proíba integrantes do governo de publicar em suas contas pessoais nas redes sociais mensagens que não estejam de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde.(...)

Leia íntegra no Estadão.

Reinaldo Azevedo