PUBLICIDADE
Topo

Renovo convite para que se informem sobre o Curso de Introdução à Política

Reprodução
Imagem: Reprodução
Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa “O É da Coisa”, na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário — e frequentemente é necessário —, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

22/05/2020 09h31

Renovo o convite já feito aqui. Informe-se nos links abaixo sobre o CIPOL (Curso de Introdução à Política"), do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa. Começa no dia 1º de junho.
*
O Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE) lança, a partir de 1º de junho, o "Curso de Introdução à Política (CIPOL)", que tem como coordenadores científicos o advogado Walfrido Warde, que preside o IREE, e o professor Rafael Valim.

O curso consiste num conjunto de 33 aulas, ministradas a distância, por 29 nomes ligados ao debate público nacional: há professores universitários propriamente, economistas, advogados, políticos e cientistas sociais. A marca, como se poderá ver pelos nomes, é a pluralidade de abordagens — depende da área de atuação de cada um — e de pontos de vista.

O grupo de professores reúne pessoas que participam do debate público com visões, muitas vezes, antagônicas.

Este escriba ministrará a primeira aula. Sou tentado a escrever essa palavra "aula" entre aspas para operar certo deslocamento de sentido, embora não goste do procedimento. É que não me sinto um professor — e estarei entre professores. Num curso à distância, no entanto, essa é a designação de praxe.

Falarei sobre o trabalho da imprensa brasileira nestes tempos de múltiplas crises.

Você encontra mais informações a respeito do curso AQUI.

Aceitei o convite porque vivemos dias de silêncio barulhento, buliçoso. Não pretendo que isso seja só uma contradição jocosa. O "silêncio barulhento" consiste na expressão ruidosa de opiniões nas redes sociais que vagam, solitárias, numa algaravia de outras opiniões também solitárias, que jamais encontram um lugar ou para a divergência civilizada ou para a convergência profícua.

Parece-me que a iniciativa do IREE atua efetivamente para a construção de uma interlocução hoje ausente no país. É certo que, ao fim do curso, não vamos todos nos dar as mãos e declarar que alcançamos a paz perpétua. Mas é certo que todos estaremos fazendo uma aposta na radicalização — vale dizer, no aprofundamento — da experiência democrática.

Isso é particularmente importante porque vivemos um tempo em que a tentação disruptiva passou a falar a linguagem da extrema direita, saudosa de um passado que nunca houve e mirando um futuro que, segundo os parâmetros conhecidos da democracia, soa como distópico. Como chegamos a esse ponto? Como sair dele?

Além deste que escreve, ministrarão aulas no Curso de Introdução à política:
- Lira Neto
- Jessé Souza
- Guilherme Boulos
- Márcia Tiburi
- Vladimir Safatle
- Adilson Moreira
- Adriana Ancora de Faria
- Alysson Mascaro
- Antoninho Trevisan
- Antônio Corrêa de Lacerda
- Christian Laval
- Claudio Gonçalves Couto
- Conrado Hübner Mendes
- Eneida Desiree Salgado
- Guilherme Mello
- Gustavo Ungaro
- Isabel Kalil
- Luciana da Cruz Britto
- Luciana Zaffolon
- Luciano Coutinho
- Luiz Gonzaga Belluzo
- Parícia Valim
- Paulo Rabello de Castro
- Pedro Serrano
- Raul Jungmann
- Rubens Casara
- Silvio Almeida
- Taylisi Leite
- Valdir Moysés Simão
- Veniton Tadini
- Ynaê Lopes dos Santos
- Wanderson Flor do Nascimento

Dados os nomes, parece que se vai realizar o propósito expresso na página de apresentação do curso: abordar "temas como democracia, história, economia, poderes do Estado, Constituição, globalização e polarização política".

Acho, como canta Caetano Veloso em "Nu com a minha música", que, por aí, pode haver uma "trilha clara para o meu Brasil, apesar da dor".

Para se inscrever, clique aqui.

A gente se encontra no CIPOL

Reinaldo Azevedo