PUBLICIDADE
Topo

MPF pede que Aras decida sobre falta de Flávio Bolsonaro a acareação

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário - e frequentemente é necessário -, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

23/09/2020 14h25

O Ministério Público Federal enviou nesta terça-feira uma representação ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para que ele decida sobre as providências que devem ser tomadas em relação à ausência do senador Flávio Bolsonaro na acareação com o empresário Paulo Marinho, marcada para a última segunda-feira. O MPF afirmou que o não comparecimento foi injustificado e que configuraria crime de desobediência.

Na segunda-feira, a defesa do senador informou que Flávio estava no Amazonas em agenda oficial e que entrou com uma petição para marcar a acareação para o dia cinco de outubro, em seu gabinete em Brasília. Ao MPF, dias antes, Flávio alegou também que não poderia comparecer por estar contaminado pelo novo coronavírus. No entanto, conforme compartilhou em suas redes sociais, o senador está curado desde o dia seis de setembro.(...)

Leia íntegra em O Globo.