PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Pazuello diz que não houve aumento das contaminações depois das eleições

Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, que publicou aqui o primeiro post no dia 24 de junho de 2006, é colunista da Folha e âncora do programa "O É da Coisa", na BandNews FM. No UOL, Reinaldo trata principalmente de política; envereda, quando necessário - e frequentemente é necessário -, pela economia e por temas que dizem respeito à cultura e aos costumes. É uma das páginas pessoais mais longevas do país: vai completar 13 anos no dia 24 de junho.

Colunista do UOL

02/12/2020 16h22

Em meio à volta de restrições em algumas partes do país para reduzir o contágio pelo novo coronavírus, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quarta-feira (2) que não se pode mais falar em afastamento social depois que a campanha para as eleições municipais foi realizada com aglomerações e não houve "aumento de contaminação" pelo coronavírus no Brasil.

A declaração do ministro, entretanto, foi criticada por especialistas. Números também mostram alta nos diagnósticos.

"Se esse vírus se propaga por aglomeração, por contato pessoal, por aerossóis — e nós tivemos a maior campanha democrática que podia ter no nosso país, que é a municipal, nos últimos dois meses —, se isso não trouxe nenhum tipo de incremento ou aumento em contaminação, não podemos falar mais em lockdown nem nada", disse Pazuello durante audiência na comissão do Congresso que acompanha medidas de enfrentamento à pandemia. (...) Leia íntegra no G1.