PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Caso Henry: Vereadores defendem afastamento imediato de Jairinho e Câmara

08/04/2021 17h27

Na primeira sessão plenária após a prisão do vereador Dr. Jairinho (SDD-RJ) sob a acusação de ter assassinado o menino Henry Borel, diversos vereadores defenderam que a Câmara do Rio suspenda os trabalhos regulares e decida afastar imediatamente o colega do cargo.

Jairinho e Monique Medeiros, namorada do vereador e mãe do menino, foram presos na manhã desta quinta-feira (8) em Bangu, na zona oeste da capital. De acordo com a investigação da Polícia Civil, os dois responderão por "homicídio duplamente qualificado com emprego de tortura". Após pressão dos vereadores, o presidente da casa, Carlo Caiado (DEM-RJ) decidiu cancelar as votações do dia e antecipou a reunião do Conselho de Ética que discutirá a situação de Jairinho —ele é membro do colegiado e deve ser afastado dessa função. (...) Leia íntegra no UOL.