PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

China cobrou posição do governo Bolsonaro para liberar insumo à vacina

16/04/2021 15h08

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) pediu ajuda à área internacional do governo Jair Bolsonaro para destravar a importação dos insumos necessários à produção dos primeiros lotes de imunizantes contra a Covid-19 e registrou, em ofício, que o Escritório de Vacinas do Governo da China exigia uma manifestação do governo brasileiro, o que não vinha ocorrendo.

A Folha obteve uma cópia do ofício, que tem a data de 11 de dezembro de 2020. Naquele momento, o Escritório de Vacinas chinês já tinha em mãos, havia 11 dias, a documentação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que liberava a importação dos insumos. (...) Leia íntegra na Folha.