PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Bolsonaro volta a defender voto impresso e ironiza Barroso: 'Dono do mundo'

07/05/2021 18h06

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender a aprovação do projeto que quer implementar um "voto auditável", com a impressão de uma espécie de recibo após votação na urna eletrônica, e criticou o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, por ser contrário à ideia — muito porque as urnas utilizadas nas eleições já são auditáveis.

A proposta defendida por Bolsonaro é de autoria da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) e está parada na Câmara. Recentemente, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), determinou a criação de uma comissão especial para discuti-la, mas nem sua composição, nem a data para instalação foram definidas. (...) Leia íntegra no UOL.