PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

CPI da Covid avalia condução coercitiva de empresário Carlos Wizard

10/06/2021 16h56

O comando da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid avalia a possibilidade de conduzir, coercitivamente, o empresário Carlos Wizard a prestar depoimento na condição de testemunha ao colegiado. Ele é apontado como um dos integrantes do chamado "gabinete paralelo" - grupo que assessorava o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre medidas de combate à pandemia.

A alternativa foi ventilada diante das tentativas do empresário de evitar seu depoimento à comissão. A informação foi noticiada com exclusividade pelo Metrópoles. Um amigo de Wizard teria, inclusive, ligado ao presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), para tentar demover o colegiado da realização da oitiva. (...) Leia íntegra no Metropóles.