PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Secom destinou à vacinação 6,2% do que gastou para pregar 'cuidado precoce'

10/06/2021 13h31

Dados da Secom, pasta do Palácio do Planalto responsável pela comunicação do governo federal, mostram que, até abril deste ano, ações publicitárias relacionadas à vacinação contra a covid-19 representavam apenas 6,2% do montante destinado para divulgar o que o governo chamou de "cuidados precoces".

O documento, enviado à CPI da Covid no Senado, indica que, até outubro de 2020, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) havia autorizado o empenho de R$ 19.370.015,27 nas ações categorizadas como "cuidados precoces". Os materiais foram veiculados ao longo do segundo semestre do ano passado e também no começo de 2021. (...) Leia íntegra no UOL.