PUBLICIDADE
Topo

Reinaldo Azevedo

Aras diz que Bolsonaro deu "opinião" sobre usar Exército contra restrições

15/06/2021 13h01

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não cometeu crimes previstos na Lei de Segurança Nacional ao indicar a possível utilização do Exército contra medidas de restrição adotadas por estados para combater a pandemia de covid-19.

Na visão de Aras, "o fato apontado como criminoso consistiu numa manifestação de opinião do presidente da República, autoridade sabidamente adepta da flexibilização das medidas restritivas adotadas pelos estados e municípios no combate à epidemia de covid-19". (...) Leia íntegra no UOL.