PUBLICIDADE
Topo

Tales Faria

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Sergio Moro perde de Alvaro Dias para senador no Paraná, segundo o Ipespe

Sergio Moro e Álvaro Dias disputam vaga para o Senado pelo Paraná - Agência Brasil
Sergio Moro e Álvaro Dias disputam vaga para o Senado pelo Paraná Imagem: Agência Brasil
Tales Faria

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, ?Todos os Sócios do Presidente?, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Colunista do UOL

07/07/2022 11h02

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) corre o risco de sofrer mais um revés inesperado na política. Rejeitado como candidato a presidente por seu partido atual, e também pela Justiça eleitoral para concorrer por São Paulo, ele decidiu tentar o Senado pelo Paraná.

No entanto, uma pesquisa Ipespe encomendada pelo Podemos mostra que há boas chances de o ex-juiz acabar derrotado.

Segundo o instituto, Moro tem 24% da preferência do eleitorado do estado para senador contra 31% para o atual senador Álvaro Dias (Podemos). O petista Doutor Rosinha está em terceiro lugar, com 10% das intenções de voto.

O curioso é que foi Álvaro Dias quem primeiro ofereceu espaço para o ex-juiz na política, convidando-o a se filiar ao Podemos para concorrer a presidente da República. Moro acabou anunciando a filiação, mas, depois, decidiu se transferir para o União Brasil, acreditando que teria maior estrutura.

O problema é que o União Brasil, na verdade, o queria como candidato a deputado federal por São Paulo, para puxar votos. Mas, diante da decisão da Justiça contrária à transferência de seu título eleitoral, o ex-juiz da Operação Lava Jato acabou voltando para o Paraná, para concorrer justamente contra Álvaro Dias.

Pelo jeito acabou marcado por essas mudanças de partido, ou pela ambição e pelo descarte de antigos aliados que lhe deram a mão, como Álvaro Dias. Ou até mesmo pelos erros na condução da Operação Lava Jato que o colocaram sob suspeição como juiz.

Segundo o Ipespe, entre os possíveis candidatos ao Senado, Sergio Moro sofre a maior rejeição junto ao eleitorado paranaense. Amarga 31% de rejeição, contra 28% de Dr. Rosinha e 17% de Álvaro Dias.

A pesquisa tem margem de erro máxima de 3,2 pontos percentuais com intervalos de confiança de 95,5%. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob os protocolos BR-08536/2022 e PR01338/2022. Foi realizada entre os dias 29 de junho e 1º de julho, ouvindo 1.000 eleitores de todas as regiões do estado por entrevistas telefônicas.

O Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) é uma empresa de pesquisas fundada em 1986 e com sede no Recife. O instituto geralmente faz pesquisas eleitorais por telefone. Operadores ligam para eleitores selecionados conforme a distribuição de todo eleitorado brasileiro e os questionam sobre suas preferências eleitorais.

Eis os resultados com os demais pré-candidatos:

lista 2 estimulada pesquisa ipespe para senador pelo parana - Podemos - Podemos
Imagem: Podemos

lista 1 estimulada pesquisa ipespe para senador pelo parana - Podemos - Podemos
lista 1 estimulada pesquisa ipespe para senador pelo parana
Imagem: Podemos

Paraná Rejeição Pesquisa Ipespe Estimulada para senador - Podemos - Podemos
Imagem: Podemos