Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos

Pepsi vai usar Bolsonaro nas latas após campanha da Coca com Pabllo Vittar?

Montagem compartilhada em blogs sugere disputa entre fabricantes de refrigerantes com Pabllo Vittar (esq.) e Bolsonaro

Gabriela Fujita

Do UOL, em São Paulo

12/12/2017 04h00

Alguns blogs e perfis de usuários de redes sociais vêm divulgando como verdadeira a informação de que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) terá seu rosto estampado em latas do refrigerante Pepsi --fabricado pela companhia norte-americana de bebidas PepsiCo.

No dia 4 de dezembro de 2017, por exemplo, um desses blogs chegou a publicar: “Confirmado: Bolsonaro será o novo garoto propaganda da Pepsi”.

Também está sendo divulgado que a Coca-Cola “reconheceu prejuízos de US$ 1,143 bilhão [R$ 3,769 bilhão] após estampar Pabllo Vittar em suas latinhas de refrigerantes”. 

Reprodução
Blog divulga notícia falsa de que Bolsonaro será garoto-propaganda da Pepsi Imagem: Reprodução

FALSO: Todas as informações estão erradas

Esta notícia é FALSA, segundo a própria fabricante da bebida. "A PepsiCo informa que não está produzindo latas de Pepsi com a fisionomia de personalidades brasileiras, não há previsão da realização de nenhuma ação deste tipo neste momento", informou sua assessoria de imprensa.

O boato começou a ser reproduzido após a Coca-Cola anunciar o lançamento de uma campanha publicitária, com divulgação prevista para 26 de dezembro, que terá a participação de nove artistas brasileiros, cujos rostos serão estampados em suas latas.

Divulgação
Foto de divulgação da campanha da Coca-Cola com Pabllo Vittar (esq.) e outros oito artistas brasileiros Imagem: Divulgação

A cantora Pabllo Vittar está entre os convidados. Três deles vão ser escolhidos pelo público para estrelar um videoclipe e um show.

Nos blogs que estão divulgando a mentira sobre a parceria da Pepsi com Bolsonaro, uma montagem fotográfica sugere uma disputa entre Vittar e o deputado federal, com uma mensagem em tom anti-LGBT: “Os conservadores estão boicotando a Coca-Cola e comprando Pepsi!”, um deles afirma.

Reprodução
É FALSO: montagem fotográfica mostra Pabllo Vittar (esq.) e Bolsonaro em latas de refrigerantes Imagem: Reprodução

Outro site, que se apresenta como um “portal da notícia”, divulgou que a Coca-Cola “reconheceu prejuízos de US$ 1,143 bilhão após estampar Pabllo Vittar em suas latinhas de refrigerantes”.

Reprodução
Blog divulga mentira sobre prejuízos para a Coca-Cola após divulgação de campanha com Pabllo Vittar Imagem: Reprodução

E ainda que “a Pepsi conseguiu superar a Coca-Cola em vendas apenas com um simples boato de que Bolsonaro estaria estampado em suas latinhas de refrigerante”.

A PepsiCo informou que "a companhia não divulga dados regionais de negócio nos países onde atua".

A Coca-Cola não divulga informações específicas sobre faturamento de suas atividades no Brasil. Em números globais, a empresa reportou um lucro líquido de US$ 1,45 bilhão no terceiro trimestre de 2017 (último dado disponível).

Segundo a assessoria da Coca-Cola informou ao UOL, “não é verdade que tenha havido queda de vendas ou prejuízo da Coca-Cola Brasil relacionados a essa campanha. As latas com as fotos dos artistas estão começando a ser distribuídas ao mercado”.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero receber

Mais UOL Confere