Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos

É boato! Lula não lançou filho como pré-candidato do PT à Presidência

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/04/2018 04h00

Uma corrente circula nas redes sociais com a informação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desistiu de disputar a Presidência e indicou um de seus filhos, o empresário Fábio Luis Lula da Silva, conhecido como Lulinha, para assumir a chapa no PT.

Afirma a mensagem que, "após perder todas as esperanças de ser candidato para 2018, por conta de Lei da Ficha Limpa, o ex-presidente Lula conversou hoje com seus aliados e decidiu anunciar de dentro da cadeia que seu filho, Fábio Luís Lula da Silva, será seu sucessor na corrida eleitoral para o cargo de presidente da República".

Publicada no dia 18 de abril, diz ainda que o Partido dos Trabalhadores "irá lançar a pré-candidatura de Lulinha o mais breve possível". "A notícia é como um presente divino para os eleitores petistas e militantes pró-Lula", conclui a nota.

Reprodução
Montagem que circula nas redes sobre candidatura falsa de Lulinha Imagem: Reprodução

FALSO: Lula ainda é o pré-candidato ao Planalto do PT

O PT mantém o ex-presidente Lula como candidato da sigla para as próximas eleições. Em uma nota divulgada na última segunda-feira (23), cinco dias depois da publicação do boato, o partido reforçou o compromisso de lançá-lo em outubro como o candidato oficial

"A principal tarefa do Partido dos Trabalhadores, neste momento, é defender a inocência de Lula, lutar por sua liberdade e fazer valer o direito do povo brasileiro de votar no seu maior líder, nas eleições presidenciais", informa o comunicado oficial. "Lula é o nosso candidato."

A assessoria do ex-presidente confirmou ao UOL que "segue a resolução do partido de reafirmá-lo como candidato".

No site do PT, na segunda-feira, a presidente da legenda, Gleisi Hoffmann (PT-PR), chancelou o apoio a Lula e à sua possibilidade de concorrer.

"Vamos em frente com a candidatura de Lula, vamos aprová-la em convenção nacional e registrá-la no Tribunal Superior Eleitoral em 15 de agosto, como prevê a legislação", afirma a senadora.

Procurado pelo UOL, o diretório nacional do partido não se manifestou até a publicação deste texto.

Nelson Almeida/AFP
A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) Imagem: Nelson Almeida/AFP

FALSO: Lulinha não é sócio da JBS

A mensagem também faz uma biografia falsa do filho mais velho do ex-presidente, dizendo que ele é um dos sócios da JBS, mentira que circula pelas redes sociais há anos.

Em uma entrevista à BBC em 2015, o então presidente da empresa, Wesley Batista, negou os boatos

"Essa conversa é absurda e sem nexo. É difícil dizer de onde saem [esses rumores]. A impressão que temos é que foram plantados em campanhas por adversários políticos [do PT]", afirmou o empresário, hoje réu de um processo pelo uso de informações privilegiadas.

O próprio Lulinha já se manifestou sobre o assunto. Em abril de 2015, o empresário processou ex-prefeito de São Carlos Paulo Altomani (PSDB) por tê-lo chamado de "dono da Friboi", marca que pertence à JBS, em uma postagem no Facebook.

A interpelação judicial diz que Lulinha "não é nem jamais foi sócio ou manteve qualquer relação profissional com a política ou com negócios relacionados à agropecuária, agroindústria, também não é, nem nunca foi, proprietário de frigoríficos, fazendas ou propriedades rurais".

Há possibilidade de Lula ser candidato

A condenação em segunda instância não acaba com as possibilidades do ex-presidente concorrer. Ele pode ser candidato até uma decisão da Justiça Eleitoral.

O advogado Carlos Gonçalves Junior, professor de direito constitucional da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), disse que uma condenação não determina o fim da polêmica

Até análise do TSE, Lula poderá dizer que será candidato e até registrar sua candidatura. A partir de 16 de agosto, ele pode iniciar a campanha se tiver apresentado o registro dela, conforme determina a lei, mesmo que esteja preso.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

GiroUOL

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Mais UOL Confere