Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Brasileira não foi desclassificada do Miss Universo por gritar "Lula Livre"

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

19/12/2018 04h00

Mayra Dias, a representante brasileira no Miss Universo deste ano, teria sido desclassificada no meio do concurso, realizado em Bancoc, na Tailândia, no último domingo (16). O motivo? Apoio político ao ex-presidente Lula. É o que diz uma mensagem no Facebook desde a última segunda-feira (17). "Mayra Dias grita 'Lula Livre' durante Miss Universo 2018 e é desclassificada", diz a mensagem. "Quando a ignorância é maior que a beleza só pode dar nisso", conclui.

FALSO: Mayra Dias não falou de Lula nem foi desclassificada

A notícia é falsa. Mayra Dias, 27, não citou Lula em seu discurso durante a competição nem foi desclassificada. Na verdade, acabou no Top 20.

Durante seu discurso de 15 segundos no evento, Mayra não falou de Lula ou de qualquer político brasileiro. A amazonense abordou, na verdade, o meio ambiente.

"Eu tenho orgulho de dizer que sou da Amazônia, no Brasil. Minha missão é conscientizar as pessoas sobre a importância do meio ambiente. Conservar a Amazônia é crucial para manter o futuro das próximas gerações", afirmou a candidata, em inglês.

Aplaudida, a brasileira passou pelo primeiro corte (Top 20), mas não pelo o segundo (Top 10). O título de Miss Universo acabou com a filipina Catriona Gray, 24, que defendeu o uso medicinal da maconha.

Esta é a quarta vez que o país asiático vence a competição. O Brasil já foi campeão duas vezes, a última delas há 50 anos, com a baiana Martha Vasconcellos (1968), e a outra com gaúcha Iêda Maria Vargas (1963).

O UOL tentou entrar em contato com a assessoria de Mayra, mas não teve retorno até a publicação desta reportagem.

Supostos apoios a Lula

Supostos apoios de famosos ao ex-presidente Lula se tornaram comum entre as fake news desde o início do ano. O UOL Confere já desmentiu uma foto da popstar Madonna, alvo de uma corrente em que ela estaria vestindo uma camiseta do PT em protesto contra a prisão do ex-presidente Lula, e outra do ex-beatle Paul McCartney, que também teria entrado na mesma campanha.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber

Mais UOL Confere