UOL Notícias Cotidiano
 

25/06/2008 - 21h24

Bombeiro doa casa à família que perdeu tudo em incêndio no RS

Thiago Varella
Em São Paulo
Até a última segunda-feira (23) a dona-de-casa Tatiane de Souza Maria, 30, seu marido Luis Appel Pontes, 35, e seus cinco filhos, que têm entre 3 e 11 anos, moravam debaixo de uma lona, na cidade gaúcha de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre. A pequena casa de madeira onde moravam pegou fogo, no dia 7 de junho, às 2h da manhã, e a família perdeu tudo o que tinha. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.

Sensibilizado com a história, o sargento do Corpo de Bombeiros de Gravataí, Genildo de Souza, resolveu doar uma casa nova de madeira. Apesar de já estarem morando na nova residência, Tatiane e a família farão a "inauguração oficial" nesta quinta-feira.

"Chamei alguns amigos, contratei um pedreiro e estamos trabalhando na casa desde sábado. Eles já estão dormindo lá, mas só iremos terminar a obra na quinta", disse o sargento em entrevista ao UOL. Ele também é dono de uma pequena madeireira na cidade.

Tatiane ainda não acredita no presente que ganhou. Se não bastasse perder tudo o que tinha no incêndio, o marido estava afastado do emprego em uma olaria devido a uma hérnia. A enfermidade, porém, acabou salvando a família.

"Em uma das visitas ao posto de saúde, contamos a história a uma enfermeira que era cunhada do sargento Genildo. Ela que avisou o cunhado", contou.

Sob a lona, a situação da família era desesperadora. A temperatura em Alvorada chega a ser negativa no inverno. Tatiane, o marido e os filhos dormiam em um colchão sobre o chão úmido. Uma das filhas já estava tendo crises constantes de bronquite. Outro filho, deficiente mental, não se acalmava no local.

"Eu não tenho dinheiro para comprar uma casa. A casa da minha mãe está lotada e não tinha como morar lá", falou. "Essa casa agora é bem maior e mais bonita. Agradeço muito ao sargento. Ele concretizou um sonho de conseguir uma casa melhor."

Tatiane agora aguarda outros presentes. Por enquanto, a nova casa tem apenas camas, colchões, cobertores e algumas roupas. O sargento Genildo, no entanto, diz que novas surpresas virão. "Estamos fazendo uma campanha. Logo, a família vai ter um fogão, geladeira e alguns móveis."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,26
    4,154
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h26

    0,46
    104.817,40
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host