UOL Notícias Cotidiano
 

05/11/2009 - 09h34

Paralisação de ônibus na zona norte de SP continua; 620 mil pessoas são afetadas

Do UOL Notícias*
Em São Paulo
Atualizada às 11h07

Cerca de 1.500 ônibus de 140 linhas que atendem a zona norte da capital paulista estão parados desde 4h desta quinta-feira (5) por conta de uma paralisação promovida pelo Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (SindMotoristas). A estimativa é de que 620 mil pessoas sejam afetadas, principalmente nos bairros de Santana, Tucuruvi, Freguesia do Ó, Vila Guilherme e Vila Maria.

Durante a manhã, os passageiros do Terminal Santana formam filas enormes à espera dos coletivos.

O protesto, que acontece nas quatro garagens de ônibus do Grupo Sambaíba, responsável pela área, estava previsto para durar apenas duas horas e terminar as 6h. No entanto, ele foi estendido até pelo menos o final de uma reunião entre o sindicato, a empresa e a Prefeitura de São Paulo, prevista para acontecer à tarde.

Durante a manhã, o SindMotoristas e a direção do Grupo Sambaíba tentaram negociar, mas a reunião terminou sem acordo. Segundo o sindicato, a empresa aceitou pagar o vale-refeição apenas a partir de 15 de dezembro. A proposta não foi aceita pelos funcionários.

O sindicato afirma ainda que a direção do grupo não quer pagar o adiantamento de 60% do salário para quem sofre acidente do trabalho ou adoece e precisa ficar afastado pelo INSS. Os representantes dos motoristas também falam em superfaturamento de orçamentos referentes a avarias nos veículos.

Para tentar minimizar a falta de ônibus na região norte, a SPTrans colocou em funcionamento a Operação Paese, prevista para casos de redução de frota, e disponibilizou 490 veículos em 70 linhas.

* com informações da Agência Estado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h30

    -1,12
    3,857
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h39

    1,71
    99.291,33
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host