Giro UOL traz os destaques da manhã desta quinta, 20/04, para você

Thomaz Molina

Do UOL, em São Paulo

Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo
Newton Menezes/Futura Press/Estadão Conteúdo

Compra de MPs mesmo após Lava Jato

Em depoimentos ao Ministério Público, ex-executivos da Odebrecht afirmaram que, de 2005 a 2015, a empresa pagou propina, fez contribuições oficiais ou doou por meio de caixa dois para tentar influenciar o destino de pelo menos 20 atos do Legislativo e do Executivo, na maioria a edição e a aprovação de medidas provisórias. Os últimos acertos relatados pela empresa ocorreram quando a operação Lava Jato já estava em andamento, como, por exemplo, a medida provisória 677 de 2015, que prorrogou contratos de energia de grandes indústrias no Nordeste.
Beto Macário/UOL
Beto Macário/UOL

Delatores reforçam suspeita contra Lula

Depoimentos de delatores da Odebrecht reforçam as suspeitas de que a construtora concedeu benefícios pessoais ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao realizar obras em um sítio em Atibaia (SP), usado pela família do petista, e ao comprar um terreno em São Paulo para abrigar o Instituto Lula. As supostas ações da empreiteira em favor de Lula teriam ocorrido em 2010, quando o petista ainda ocupava a Presidência da República.
Ricardo Matsukawa/UOL
Ricardo Matsukawa/UOL

Mudanças nas ciclovias

A gestão João Doria (PSDB) fará mudanças em ciclovias implantadas pelo ex-prefeito Fernando Haddad (PT), como remanejamentos e troca de parte das pistas exclusivas por ciclorrotas, caminhos sem a separação das bicicletas do restante do tráfego. A primeira região a receber alterações será a Vila Prudente, na zona leste, onde a proposta deve ser apresentada a partir deste mês ao prefeito regional e aos ciclistas. O secretário de Transportes Sérgio Avelleda sinaliza também uma outra ciclovia que deve passar por mudanças: a da rua da Consolação, no centro, apontada por ele como extremamente arriscada na descida.
Rafael Andrade/Folhapress
Rafael Andrade/Folhapress

Sete vezes Cabral

O ex-governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), preso desde novembro de 2016 sob acusação de corrupção, tornou-se réu pela sétima vez. O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro, aceitou denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o peemedebista. Ele é acusado de fraude em licitações e recebimento de propinas de 5% sobre o valor das obras de reforma do Maracanã e no PAC das Favelas.
Compartilhe
Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Cartão de visitas

O executivo da Odebrecht Alexandrino de Alencar afirmou, em delação premiada, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era um 'popstar' em países da África e da América Latina. Segundo ele, o petista era um 'cartão de visitas' da construtora. De acordo com o depoimento, a empreiteira promovia palestras do ex-presidente para 'vender o Brasil' e que convidava jornalistas e formadores de opinião para 'mostrar a relação' da empresa com Lula.
Compartilhe
Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Libertadores

O Santos empatou com o Santa Fe em 0 a 0, nesta quarta-feira, no estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia, pela Copa Libertadores da América. Apesar do jogo feio, o resultado mantém a equipe santista na liderança do grupo 2, com cinco pontos. Santa Fe e The Strongest seguem logo atrás, com quatro. Pelo grupo 6, o Atlético-MG jogou uma partida cheia de erros e a falha do goleiro Giovanni foi decisiva para a derrota por 1 a 0 para Libertad, no Paraguai. Mesmo assim, o time mineiro ainda é líder da chave.
Compartilhe
Daniel Vorley/AGIF
Daniel Vorley/AGIF

Copa do Brasil

Pela Copa do Brasil, o São Paulo venceu o Cruzeiro em Belo Horizonte por 2 a 1, mas mesmo assim, foi eliminado, sendo a primeira queda de Rogério Ceni em uma competição como técnico. No primeiro jogo do mata-mata, no Morumbi, o São Paulo havia perdido por 2 a 0. O Corinthians também foi eliminado da Copa do Brasil após empatar em 1 a 1 com o Internacional no tempo normal - mesmo resultado do jogo de ida -, o que levou a decisão para os pênaltis. O goleiro do Inter Marcelo Lomba defendeu dois e o jovem Guilherme Arana perdeu o último, o que deu a vaga para o time gaúcho. No outro jogo da noite, o Fluminense passou fácil pelo Goiás e venceu por 3 a 0.
Compartilhe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos