Seqüestro de chineses no Rio ainda "é um enigma", diz secretário da Segurança do RJ

Juliana Castro
Do Rio de Janeiro

O seqüestro de três chineses e de um conselheiro da embaixada do Vietnã no último final de semana ainda "é um enigma", nas palavras do secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame.

"É muito estranho. O caso está exigindo muito da nossa polícia. É uma investigação que nós vamos ter que aprofundar muito, porque existe uma séria de hipóteses e nenhuma pode ser descartada. Nós temos uma linha [de investigação], mas, para preservar os trabalhos, acho melhor não divulgar isso", disse Beltrame, que participa de um evento do Instituto de Segurança Pública (ISP) para divulgação de uma pesquisa que contabiliza e traça um perfil das pessoas que já sofreram algum tipo de delito no Rio de Janeiro.

Chinês volta à Vila Cruzeiro para tentar achar cativeiro

À bordo de um carro blindado, o chamado "Caveirão", Liu Chang Hong tenta encontrar, com a ajuda de policiais, a casa onde foi mantido refém junto com outros dois chineses e um diplomata vietnamita.



Ainda segundo o secretário, não está descartado o envolvimento da máfia chinesa no caso. Beltrame afirma que já pediu à Polícia Federal e ao Ministério Público para averiguar a situação dos chineses no país. Os três chegaram ao Brasil para a construção de uma siderúrgica, no bairro de Santa Cruz, zona oeste da cidade.

Na última segunda-feira (18), o titular da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), Fernando Veloso, já havia descartado a hipótese de assalto no caso. No último sábado (16), os três chineses e o conselheiro da embaixada do Vietnã no Brasil foram seqüestrados na estrada das Paineiras, no caminho para o Corcovado (onde fica o Cristo Redentor) por dez homens encapuzados e fortemente armados que se passavam por policiais.

Eles foram levados para a Vila Cruzeiro, violenta comunidade do Complexo do Alemão, de onde conseguiram escapar. Ainda na última segunda-feira uma operação para achar os criminosos foi feita durante todo dia. Um homem, segundo a Polícia Militar, foi morto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos