União propõe perdão de dívidas individuais de contribuintes de até R$ 10 mil

Marcos Chagas
Da Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminha ainda em setembro medida provisória de lei que perdoa dívidas da população com a União. As dívidas devem somar até R$ 10 mil por contribuinte e devem ter sido contraídas antes de 2002.

A comunicação foi feita hoje (19) na reunião do Conselho Político, no Palácio do Planalto. A medida beneficiará 2,1 milhões de contribuintes e significará um perdão de R$ 3,6 bilhões em dívidas anteriores a 2002, de um total de R$ 3,1 trilhão.

As dívidas posteriores a 2002 serão tratadas em projetos de lei que estabelecerão novos modelos de negociação. A idéia é que essas negociações sejam conduzidas, diretamente com os devedores, por instituições financeiras federais como Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal.

As informações são do líder do PSB no Senado, Renato Casagrande (ES). Segundo ele, o objetivo é "estabelecer uma negociação amigável" com os pequenos devedores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos