Falta de acesso a óculos é a maior causa de cegueira no país, revela pesquisa

Alana Gandra
Da Agência Brasil

A falta de acesso a óculos encabeça a lista das maiores causas da cegueira no país, de acordo com pesquisa inédita que será divulgada durante o 18º Congresso Brasileiro de Prevenção da Cegueira e Reabilitação Visual, que o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) realiza a partir do próximo dia 3 de setembro, em Florianópolis (SC).

"Por incrível que pareça, isso acontece em lugares remotos onde o pessoal não tem acesso a óculos", afirma o oftalmologista João Luiz Lobo Ferreira, co-presidente do evento. Em seguida, vêm doenças como a catarata, o glaucoma, diabetes, além da degeneração macular associada à idade.

O objetivo da pesquisa é mostrar a importância de se elaborar políticas públicas que previnam a cegueira. "O mais importante desse trabalho é que os fatores que levam à cegueira nas diversas regiões serão apontados. Isso alerta os gestores de saúde para se dar uma atenção especial para aquelas determinadas doenças".

Tratamento e tecnologia são apontados por Ferreira como as armas para se evitar a cegueira.

De acordo com o especialista, há algumas causas que podem ser prevenidas, cuidando-se precocemente das doenças. Outras, podem ser revertidas com cirurgia, como é o caso da catarata. Ele afirmou que existem causas que devem ser observadas e cuidadas, como o caso de prematuros que nascem com menos de 1.500 gramas. "Se ele não for acompanhado nas quatro ou seis primeiras semanas de idade, ele pode também ficar com cegueira."

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem atualmente no Brasil 1 milhão de cegos e 4 milhões de deficientes visuais. A maior incidência de cegueira é registrada nas regiões menos favorecidas economicamente. "Porque 90% das pessoas com cegueira têm uma menor remuneração, um menor acesso à saúde, à educação", afirmou Ferreira.

Nas regiões Sul e Sudeste, as áreas menos favorecidas e mais remotas também têm uma maior incidência de cegueira. "Por falta de informação, por falta de acesso à medicina, à tecnologia", destacou o médico.

A região brasileira que apresenta o maior número de pessoas com catarata é a Nordeste. O médico destacou, porém, que o CBO obteve grande sucesso na região durante recente campanha de esclarecimento sobre a doença. É preciso, contudo, que haja a manutenção das medidas de atenção à população, salientou.

Já o glaucoma é encontrado nos estados que têm maior população negra, como a Bahia. "Entre os negros, é mais comum o glaucoma. Da mesma forma, entre os brancos, é mais comum a degeneração macular relacionada à idade", afirmou o oftalmologista.

O hábito de uma vida saudável, evitando cigarros e bebidas, pode afastar dos brasileiros a ameaça da cegueira. A orientação à população também é importante para a prevenção.

O oftalmologista afirma que doenças como a degeneração de mácula, por exemplo, pode ser agravada pelo cigarro. "Então, é uma coisa multifatorial. Às vezes, a pessoa tem uma predisposição genética, mas o hábito de vida dela é mais saudável que de outra. Uma avaliação periódica é importante. O cigarro e a bebida em excesso são um alerta", avaliou.

As pessoas cegas podem ser definidas como aquelas que têm uma visão 20% menor que as demais. Ou ainda as que possuem um ângulo de visão inferior a 10%. João Luiz Ferreira explicou que o deficiente visual, por sua vez, tem uma visão melhor, "consegue fazer alguma coisa, mas tem deficiência importante de visão".

Fatores como diabetes e pressão alta também podem trazer risco de cegueira, alertou o especialista. Ainda segundo ele, se a diabetes for bem controlada, as chances de o paciente vir a ter cegueira são bem menores. O mesmo ocorre no caso da pressão alta. "Se o doente não é acompanhado clinicamente, ele tem um fator agravante. E se ele tem glaucoma associado, pior ainda. Mas, quando a pessoa se cuida, ela tem menor chance de ficar com cegueira", alertou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos