Homem suspeito de explodir granada e ferir 12 é executado por traficantes no Rio

Agência JB
No Rio de Janeiro

Doze pessoas ficaram feridas em consequência da explosão de uma granada na saída de um baile funk, em Santa Cruz. O delegado adjunto da 36ª DP (Santa Cruz), João Dias, informou no início da tarde desta segunda-feira, que há indícios de que Eduardo Campos da Silva, 30 anos, suspeito de envolvimento com o tráfico, tivesse levado a granada para o baile, onde o artefato teria explodido, pouco antes da 5h desta segunda-feira.

Segundo o delegado, Eduardo foi executado por traficantes da favela Antares, em represália à explosão, que poderia atrair a atenção da polícia para a comunidade. O corpo do suspeito foi encontrado, na Estrada de Uracânia, fora da favela.

Os feridos foram atingidos pelos estilhaços. Entre eles estava um menino de 11 anos. Mateus Ramos Evangelista teve ferimentos leves.

Dez das vítimas, incluindo Mateus, foram levadas para o Hospital Pedro Segundo, em Santa Cruz. Carlos Antonio Teles, 19 anos, foi ferido no pescoço. Já Tais de Oliveira, também de 19 anos, Marcos Vinicius de Souza e Maicon da Rocha, ambos de 15 anos, Luana da Conceição, 19 anos, Sidnei de Souza, 14 anos, Rafael Alves Alcântara, 26 anos, Miele Oliveira, 17 anos, Carla Daniele Santana, 20 anos, sofreram ferimentos leves.

Além dos medicados no Hospital Pedro Segundo, outras duas pessoas deram entrada no Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, e continuam internadas. Rafael Rodrigues Santos, 19, e Jorge Marcus Chagas Braga, 34, foram feridos, respectivamente, no pé esquerdo e na perna.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos