Em Roraima, população acompanha julgamento com atenção

Carolina Juliano
Enviada especial do UOL
Em Pacaraima (RR)

A população de Boa Vista, capital de Roraima, está toda atenta ao julgamento do Supremo Tribunal Federal que vai avaliar nesta quarta-feira ações que contestam a homologação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, decretada pelo presidente Luis Inácio Lula da Silva há três anos.

Apreensivos por conta da violência que tomou conta da região quando o Ministério da Justiça, a pedido da Procuradoria Geral da União, enviou agentes da Polícia Federal para o local para retirar brancos da área indígena, o povo de Roraima está acompanhando o desenrolar da história e não há ninguém que não tenha ao menos uma opinião a dar sobre o assunto.





No Distrito de Surumu, a 200 km de Boa Vista, o Conselho Indígena de Roraima (CIR) montou uma operação especial para esperar o julgamento. Na principal porta de entrada da Raposa Serra do Sol, índios de diversas comunidades estão reunidos para esperar o resultado do julgamento. "Viemos para dar uma força", diz o macuxi José de Oliveira da Silva, que vive na Comunidade do Machado, a cerca de 40 km para dentro da reserva. "Vamos ficar aqui para evitar violência, como ocorreu da última vez."

A Funai também intensificou a fiscalização no local e trabalha com 12 homens que se revezam 24 horas por dia, assim como a polícia federal, que até hoje mantinha cerca de 10 a 15 homens na entrada da reserva. Este efetivo deve aumentar amanhã e ganhar apoio de homens da Força de Segurança Nacional, enviados de Brasília a mando do governo.

Ninguém da PF, nem da Força Nacional atente aos jornalistas ou fornece qualquer tipo de informação à imprensa "por questões de segurança obviamente", limitou-se a dizer um agente baseado em Surumu.

No comitê de campanha de Paulo César Quartiero, líder dos arrozeiros e candidato à reeleição à prefeitura de Pacaraima, os correligionários só informam que o prefeito foi para Brasília e os demais interessados no julgamento devem acompanhar tudo pela televisão, via TV Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos