Polícia Federal faz operação no Rio e prende candidata a vereadora

Cristiane Ribeiro
Da Agência Brasil

Agentes da Polícia Federal (PF) do Rio realizam, desde a madrugada de hoje (29), uma operação na zona oeste da cidade para cumprir 21 mandados de prisão expedidos pela Justiça Eleitoral com base em inquérito que aponta a participação de milícias em crimes eleitorais.

Logo cedo, os agentes da Delegacia de Defesa Institucional da PF prenderam Carminha Jerominho, filha do vereador Jerominho, que está preso acusado de chefiar um grupo de milicianos. Candidata a vereadora, Carminha foi detida em sua casa, em um condomínio em Campo Grande, na zona oeste da cidade, e não resistiu à prisão.

Na Barra da Tijuca, também na zona oeste, os policiais federais prenderam em casa Guilherme Bernardelli, que também faria parte do grupo denominado Liga da Justiça, comandado por Jerominho e seu irmão, o ex-deputado estadual Natalino Guimarães. O parlamentar foi cassado pelo plenário da Assembléia Legislativa do estado e está preso.

A Polícia Federal marcou para as 11h uma entrevista coletiva na sede da superintendência da instituição, na Praça Mauá, para detalhar a operação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos