Bebê chora durante o próprio velório no RS, afirma família

Da Redação
Em São Paulo

Um bebê recém-nascido dado como morto chorou durante seu próprio velório na cidade de Canela, no Rio Grande do Sul, segundo sua família. Bryan Velho Padilha nasceu na noite da última terça e, horas depois, o Hospital de Caridade atestou sua morte por parada cardiorrespiratória. As informações são do "Zero Hora" online.

A funcionária da funerária, Giovana Bohrer dos Santos, disse à RBS TV que "quando foi colocar o bebê na urna escutou um gemido". Enfermeiras teriam explicado a ela que a saída de ar dos pulmões era normal.

Já o pai da criança, Jonas Padilha, disse que durante o velório o recém-nascido chorou: "por volta de três horas, a gente escutou um choro dentro do caixão, a criança estava viva". Bryan foi levado de volta ao hospital. Ainda segundo o "Zero Hora", a criança foi atendida por uma equipe médica e, às 6h de quarta, foi declarada sua morte. Segundo o administrador do hospital, José Machado, constatou-se que o bebê tinha batimentos cardíacos e respiração fracos, embora estivesse morto clinicamente. Bryan foi enterrado na tarde de ontem.

Machado afirmou à RBS TV que "a avaliação foi de que os procedimentos foram normais".

O pai da criança afirma que, no dia do nascimento, a mãe ficou em trabalho de parto por mais de 10 horas pois não havia médicos para atendê-la. "Prometi para o meu filho, eu vou cumprir: que eu vou procurar por justiça pelo que eles fizeram, porque ele poderia estar hoje aqui no meu colo, mas não está", disse à RBS TV.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos