População brasileira vai parar de crescer em 20 anos, diz IBGE

Elisa Estronioli
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Se o atual ritmo de natalidade no Brasil for mantido, dentro de 20 anos a população vai parar de crescer. A última medição da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), relativa a 2006, indicou que a taxa de fecundidade brasileira ficou em 2 filhos por mulher em idade fértil - a menor taxa registrada até então e que pela primeira vez ficou abaixo do limite considerado necessário para garantir a reposição da população, que é de 2,1 filhos.

Província russa tem feriado para casais procriarem

Em um esforço para reverter as baixas taxas de natalidade, o governador da província russa de Ulyanovsk, Sergei Morozov, decretou a data de hoje "Dia da Concepção". A idéia é incentivar os casais dessa região da Rússia Ocidental a tirarem o dia livre para fazer sexo.

"A queda na taxa de fecundidade não tem efeito imediato, mas a previsão é que, se o ritmo for mantido, a partir de 2038 a população brasileira vai começar a diminuir em termos absolutos", comentou Fernando Albuquerque, gerente do projeto Componentes da Dinâmica Demográfica, do IBGE. Entre os problemas acarretados pela diminuição da população está a desaceleração da economia - pois o país irá dispôr de menos população economicamente ativa.


As maiores e as menores taxas de crescimento no mundo

Albuquerque comenta que a taxa de fecundidade começou a cair a partir do início da década de 70, devido a mudanças sociais atravessadas pelo país. Na época, surgiram planos de planejamento familiar e controle de natalidade e as mulheres tomaram contato com a pílula anticoncepcional. A urbanização do país foi um fator determinante: "Em uma sociedade agrícola, quanto mais filho melhor. Já em uma sociedade urbana, o custo de vida é mais elevado por causa da alimentação, da educação. Além disso, a mulher urbana se inseriu no mercado de trabalho e tem mais tempo de estudo. Todos esses fatores se resolvem melhor em famílias menores", explica.

O reflexo dessa mudança no Brasil só foi sentido na década seguinte, durante os anos 80. Segundo dados do IBGE, em 1980 a taxa de fecundidade era de 4,34 filhos por mulher. Dez anos depois, esse número caiu para 2,85.

Segundo a projeção do IBGE, se a tendência se mantiver, em 2030 a taxa será de 1,59 filho por mulher em idade fértil. No mesmo período, a expectativa de vida do brasileiro -atualmente por volta de 73 anos- deve chegar a 78,3. A população idosa tende a ocupar um espaço cada vez maior na demografia brasileira.

De acordo com a projeção do IBGE, o Brasil possui atualmente 189,6 milhões de habitantes, com uma taxa de crescimento populacional em torno de 1,2% ao ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos