Mais da metade dos paulistanos aprova rodízio de dois dias, aponta Ibope

Fabiana Uchinaka
Do UOL Notícias
Em São Paulo

A maioria dos paulistanos é a favor do rodízio de dois dias (54%), do rodízio de caminhões (84%) e do uso da bicicleta (79%), segundo pesquisa do Ibope divulgada pelo Movimento Nossa São Paulo nesta segunda-feira (22), Dia Mundial Sem Carro.

Porcentagem de pessoas que não usariam de jeito nenhum:

  • Ônibus...................................................3%
  • Metrô.....................................................8%
  • Trem.....................................................11%
  • Bicicleta................................................21%
Fonte: Movimento Nossa São Paulo/Ibope


O levantamento, que ouviu 805 pessoas na capital paulista, revela ainda que, em um ano, a rejeição ao pedágio urbano caiu dez pontos percentuais e foi de 84% em 2007 para 74% em 2008.

Além disso, 48% dos moradores de São Paulo consideram péssima a situação do trânsito na cidade e mais da metade (60%) acredita que uma estruturação dos bairros para evitar grandes deslocamentos teria impacto positivo na qualidade de vida. No entanto, um terço dos entrevistados acha que o poder público tem feito "quase nada" neste sentido.

O tempo médio que o paulistano leva para chegar ao trabalho subiu de 1h40 em janeiro deste ano para 2h em setembro. No tema locomoção, o trânsito teve a pior nota: 2,8. E, por isso, os moradores esperam do próximo prefeito, prioritariamente, a ampliação das linhas de metrô, a construção de novos corredores de ônibus e a ampliação da frota e a construção de mais avenidas.

O Dia Mundial Sem Carro foi considerado uma ótima iniciativa por 45% das pessoas, um aumento de 14 pontos percentuais em relação ao ano passado. Para deixar o carro em casa, os entrevistados adotariam preferencialmente o metrô e o trem. Apenas 3% dos entrevistados não usariam de jeito nenhum os ônibus - em 2007, a categoria teve 21% de rejeição.

Principais problemas de SP

  • 1. Saúde
  • 2. Trânsito
  • 3. Desemprego
  • 4. Poluição
  • 5. Segurança Pública
  • 6. Educação
Fonte: Movimento Nossa São Paulo/Ibope


Neste ano, 94% dos entrevistados a consideraram a poluição um problema grave (33%) ou muito grave (61%). A péssima qualidade do ar foi a item que recebeu nota mais baixa (2,8).

Todos os entrevistados, ouvidos entre os dias 5 e 11 de setembro, tinham mais de 16 anos, 61% deles não tinha automóvel em casa e 50% pertencia a classe C. Eles responderam sobre poluição, qualidade de vida e locomoção na cidade. A margem de erro é de, no máximo, 3 pontos percentuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos