Para Temporão, perda de eficácia da Lei Seca é preocupante

Adriana Brendler
Da Agência Brasil

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, considera preocupante a diminuição no ritmo de queda dos acidentes fatais registrada no último mês de vigência da Lei Seca, de acordo com dados divulgados na última segunda-feira (22) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) .

"Esse é um alerta importante. Nós não podemos, em hipótese alguma, transformar essa lei, que foi uma grande conquista da sociedade brasileira, numa letra morta. Temos que estar bastante atentos", afirmou o ministro.

Para ele, a eficácia da lei depende não só do aumento da consciência dos motoristas, mas também da presença do Estado na fiscalização.

Temporão defendeu o aparelhamento tanto da PRF, como das polícias militares dos estados com bafômetros para garantir as ações de fiscalização e o contato permanente desses órgãos com a população, como forma de contribuir para a educação sobre o perigo de associar bebida alcoólica à direção.

Na opinião do ministro, é possível que as maiores dificuldades na fiscalização estejam ocorrendo nos pequenos municípios, como avaliou a PRF.

"Aí é uma responsabilidade dos governadores, das autoridades públicas, dos prefeitos de que isso esteja na agenda permanente de preocupação em todo o Brasil", destacou.

Temporão comentou o assunto hoje (24) durante o lançamento de uma campanha nacional para combater o uso inadequado de medicamentos pelos brasileiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos