Sargento da Aeronáutica diz na CPI que apresentou ex-agente ao delegado Protógenes

Iolando Lourenço
Da Agência Brasil

O terceiro sargento do Serviço de Inteligência da Aeronáutica Idalberto Martins de Araújo disse hoje (24) na Comissão Parlamentar Inquérito das Escutas Telefônicas Clandestinas da Câmara, que foi ele quem apresentou o ex-agende do extinto Serviço Nacional de Informações (SNI) Francisco Ambrósio Nascimento ao delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz.

Segundo ele, o delegado o consultou se conhecia algum especialista na área de análise de documentos para trabalhar em sua equipe na Operação Satiagraha.

Idalberto informou que junto com Protógenes Queiroz e o major Branco, subchefe da Área de Operações da Aeronáutica, reuniram-se num bar próximo ao edifício sede da Polícia Federal para fechar a contratação do ex-agente do SNI, que também participou da conversa.

Ainda de acordo com o militar, poucos dias depois deste encontro Francisco Ambrósio começou a trabalhar na equipe de Protógenes.

O sargento ressaltou que sua iniciativa em indicar o ex-agente do SNI foi "uma ação de amigos". Ele acrescentou que, em nenhum momento, a Aeronáutica participou institucionalmente do episódio.

"O Protógenes pediu e nós atendemos. O contato foi informal", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos