Juiz De Sanctis considera "constrangedor" depor por suspeita de envolvimento em grampo

Flávia Albuquerque
Da Agência Brasil

O juiz Fausto De Sanctis da 6ª Vara Criminal de São Paulo chegou na manhã desta quinta-feira ao prédio do Tribunal Regional Federal da 3ª Região para ser ouvido por um delegado da Polícia Federal sobre grampos ilegais que poderiam ter ocorrido durante a Operação Satiagraha.

Antes de entrar, ele disse que dará entrevista sobre o caso, mas se queixou "dessa situação" - prestar depoimento - que considerou "constrangedora".

Em depoimento na Comissão Parlamentar Mista de Inqúerito (CPI) das Escutas Telefônicas Clandestinas, De Sanctis negou que tivesse monitorado o presidente do Supremo do Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos