PF prende 2 delegados federais do Rio e mais 20 pessoas sonegação e adulteração de combustível

Da Agência JB

Dois delegados federais e mais vinte pessoas foram presas nesta quinta-feira (25) na Operação Resplendor da Polícia Federal. Depois de oito meses de investigações, a PF desarticulou uma quadrilha suspeita de adulterar combustíveis e sonegar impostos na região sul fluminense e em São Paulo.

O esquema funcionava há um ano, a partir da Delegacia da Polícia Federal de Volta Redonda, onde era cobrada propina de até R$ 50 mil para que empresários pudessem transportar combustíveis adulterados e sonegar impostos.

O delegado-chefe de Volta Redonda, César Augusto Gomes Gaspar, e o subchefe Gustavo Stteel foram presos, além do chefe do núcleo operacional da Polícia Federal.

Foram expedidos 40 mandados de prisão. Dentre os procurados, estão cinco policiais civis, nove policiais militares e 18 empresários, sendo três de São Paulo. Segundo o superintendente regional da Polícia Federal no Rio, Valdinho Jacinto Caetano, a quadrilha transportava álcool e gasolina de São Paulo sem nota fiscal ou com notas reutilizadas.

Além da sonegação fiscal, a quadrilha também é acusada dos crimes de formação de quadrilha armada, corrupção ativa e passiva, transporte clandestino de combustível e adulteração de combustível.

Jacinto Caetano anunciou o nome do novo delegado de Volta Redonda, Marcos Antonio Lino Ribeiro, que assume a delegacia nesta quinta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos